Por quê fazemos coisas estúpidas?

por Live Science Staff - tradução e adaptação: Marcus Sanzi

Em comparação com a maioria dos animais, nós humanos nos envolvemos em uma série de comportamentos que são destrutivos para nossa espécie e para nós mesmos. Nós mentimos, enganamos e roubamos, esculpimos ornamentos em nossos próprios corpos, nos estressamos e nos matamos e, é claro, matamos outros.

Nessa série, exploraremos esses aspectos em 9 artigos.

1. Nós mentimos

Ninguém sabe com certeza por que os humanos mentem tanto, mas os estudos apontam que é comum, e que muitas vezes está ligado a fatores psicológicos profundos.

"Está empatado com a auto-estima", diz o psicólogo da Universidade de Massachusetts, Robert Feldman. "Nós achamos que assim que as pessoas sentem que sua auto-estima está ameaçada, elas imediatamente começam a mentir em níveis mais altos".

Feldman conduziu estudos em que as pessoas mentiram com freqüência, onde 60%  ao menos, mente uma vez durante uma conversa de 10 minutos.

E mentir não é fácil. Um estudo concluiu que mentir dá 30% mais trabalho do que dizer a verdade.

Estudos recentes descobriram que as pessoas marcam mais encontros por e-mail no local de trabalho do que antigamente quando usavam a escrita comum.

É uma questão interessante se as pessoas realmente querem mentir em muitos casos. Descrever isso requer uma definição complexa de mentir.

GettyImages-487588282.jpg

"Certas condições devem estar em vigor para que uma declaração aumente o nível de uma mentira", explica o professor de filosofia James E. Mahon, da Universidade de Washington e Lee. "Primeiro, uma pessoa deve fazer uma declaração e deve acreditar que a afirmação é falsa. Em segundo lugar, a pessoa que faz a declaração deve ter a intenção de que o público vá acreditar que a afirmação é verdadeira. Qualquer outra coisa está fora da definição de mentira que defendi "

No entanto, um estudo em 2014 descobriu que as mentiras brancas, pelas razões certas, podem fortalecer os relacionamentos.

Os animais também são conhecidos como capazes de enganar, e mesmo os robôs aprenderam a mentir, em um experimento onde foram recompensados e punidos, dependendo do desempenho em uma competição com outros robôs.

No próximo artigo, iremos explorar a necessidade que temos de ser violentos.


A Busca do Sentido da Vida Começa Aqui!

 

Higeia Espaço Cultural e Terapêutico

Rua Teodoro Sampaio, 352, conj. 48

Tel: (11) 98383-3837 - email: info@higeiasaude.com.br